Capitalismo Consciente! O que é Isso ?


O texto a seguir foi composto a partir de trechos da entrevista do sociólogo Wolfgang Streeck, e de ideias que foram baseadas na evolução do modelo de Capitalismo Consciente. Embora o sociólogo enxergue o fim do Capitalismo, pelos dados abaixo,  eu entendo que este sistema pode se renovar, como sempre se renovou desde a sua origem.  E creio que o Capitalismo Consciente talvez veio, e creio, irá mudar bastante o modo de atuar dos negócios e das empresas.



Por que Capitalismo Consciente - CC? 

Porque o Capitalismo enquanto sistema e modelo sofre transformações constantes desde o final do sistema feudal.  E porque este sistema baseado na iniciativa privada vem sendo revisto e revisado em várias nuances de sua ação no mercado. Contudo vivemos atualmente uma crise sem precedentes e a partir do que veremos a seguir está influenciando nos Negócios e no trabalho de ajustar empresas a esta nova realidade. O CC ou CapCon busca o lucro, porem com responsabilidade social e ambiental, talvez muito mais que ONGs que apenas gerem recursos públicos para outros fins.

Vivemos no mundo uma sequencia de crises: Inflação global nos anos 1970, crise de aumentos dos déficits públicos anos 1980, crescimento da divida privada no anos 90, crise cambiais no final do seculo XX, um crescimento mundial sem lastro  e a quebra do sistema financeiro mundial em 2008, culminando num maior endividamento publico. 
Em consequência das ações pós-2008, no longo prazo temos: 
- diminuição do crescimento mundial
- aumento da desigualdade social e cultural 
- maior dificuldade em pagamento de dividas por Estados e Famílias 

Nenhum dos atores envolvidos hoje sabe como romper estas tendencias. E a gestão de negócios, envolvendo a gestão por processos, também sofrerá influencias disto. Pois ao que tudo indica o inicial capitalismo, vem sendo "socializado" em suas estruturas. E os vértices Meio Ambiente e Mão de obra tambem passarão a ser mais respeitados ainda.  Na atualidade temos as “Commodities Fictícias” (de Karl Polanyu – 1960) 

             Natureza - Trabalho - Dinheiro 

E estas não podem ser Comoditizadas, pois seriam desmanteladas no tempo.  Nenhuma delas poderá sofrer como ocorreu no passado, um descontrole, ou um controle centralizador.
A palavra comoditização vem da palavra inglesa "commodity". De modo direto, quer dizer que aos olhos de um comprador não há diferença entre o produto A, B ou C. Se não existe diferença para o cliente, este certamente escolherá aquele que lhe ofereça o menor preço ou a melhor oferta. Isto degradará mais e mais esses 3 elementos: Natureza, Trabalho e Capital.   E num processo onde a oferta e a demanda tendem a consumir rapidamente o que existe, sem nenhuma diferenciação de qualidade:
- A Natureza e seus recursos estarão na bandeja do consumo irresponsável. 
- O Trabalho e as pessoas estarão se nivelando por baixo em seu uso (comunização) - temos exemplos históricos.
- O Dinheiro estará mais concentrado em poucas cabeças, e o resto sujeito a manipulações, e a crise de 2008 ainda nos traz problemas enormes.

Tudo isto cria entre as empresas uma concorrência de preços exagerada. Elas tentam reduzir, cada vez mais, seus preços visando a atração dos clientes, pois sabem que suas ofertas são muito iguais aos dos seus concorrentes.  Este processo leva a uma armadilha mortal, pois partem da redução abrupta de custos, para depois entrarem m em um processo de redução de margens de lucro. 
Nenhuma empresa sobrevive sem que haja lucro, a Natureza não sobreviverá sem o seu uso responsável, a Sociedade não sobreviverá sem o valor justo reconhecido de seu Trabalho, inclusive financeiramente, e o restante entrará em colapso. 

Outro ponto que vem dificultando esta crise: a emissão de dinheiro sem lastro pelos Bancos Centrais, avolumando uma bolha inflacionaria mundial, que não sabemos nem ondem nem quando estourará. E isto também beneficia aos especuladores financeiros nessa concentração do Dinheiro. Isto é História já conhecida, vista e sentida. 

Resumindo: o capitalismo vem tropeçando e está prestes a cair, - opinião do soc. Streeck, não se sabe quando. O neoliberalismo estertora desde 2008, e não existem soluções visíveis, nem mesmo como opção clara. 

Na China único país comunista que desenvolveu uma Economia de Estado, de peso, frente aos países desenvolvidos,  o desrespeito humano, político e ambiental são gritantes, lembrando muito o inicio do Capitalismo em sua exploração social. Um sistema estatal escravocrata, que aos poucos perde seu caráter comunista e parte para uma economia mais aberta, mas... nem ouse peitar os poderosos políticos de lá.

A única opção até 2014, surgida como modelo, no final do seculo XX, e timidamente  é o CAPITALISMO CONSCIENTE, movimento que busca revisar o modelo antigo e socializar dentro de um mercado justo a empresa, a sociedade, e tornando ambas Responsáveis quanto ao aspecto ambiental da Terra.


A ideia ou modelo pode parecer fantasiosa ou sonhadora, mas já há mais de 10 anos, empresas diversas no mundo vem caminhando com sucesso neste modelo,  a rede Whole Foods, a  Ben et Jerry’s,  a 
Southwest Airlines,   o Virgin Group,  Reserva (brasileira), entre outras.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Na Mosca !! O Melhor modo de investir com baixo risco e alta certeza.

EMPREENDER - Expectativa vs Realidade

Investindo em novos mercados